Serviços

Aterro Sanitário

 

É definido pela técnica utilizada na disposição de resíduos sólidos no solo, sem causar danos ou riscos à saúde pública e à segurança, minimizando os impactos ambientais. Esse método utiliza princípios de engenharia para confinar os resíduos sólidos à menor área possível e reduzi-los ao menor volume possível, cobrindo-os com uma camada de terra na conclusão da jornada de trabalho ou a intervalos menores, se necessário (IPT 1995).

Este é um aperfeiçoamento de uma das técnicas mais antigas de descarte de resíduos sólidos usadas pelo homem. Mesmo sendo uma técnica sanitária simples, o aterro sanitário exige cuidados especiais e técnicas específicas que vão desde a seleção e preparo da área até sua operação e monitoramento.

O aterro sanitário deve operar de maneira a fornecer proteção ao meio ambiente evitando a contaminação das águas subterrâneas pelo chorume (líquido de elevado potencial poluidor, de cor escura e de odor desagradável, resultado da decomposição da matéria orgânica) e evitar assim, o acúmulo de biogás resultante da decomposição anaeróbica do lixo no interior do aterro.

As técnicas utilizadas para reduzir ou eliminar qualquer possibilidade de contaminação do solo são: impermeabilização da base do aterro com geomembranas sintéticas; instalação de drenos de gás em PEAD, sistema de coleta e tratamento do chorume através de lagoas impermeabilizadas ou tanques de armazenamento e sistema de drenagem de águas pluviais.